Evidências Proféticas | blog adventista

03/02/14

Polícia europeia tem plano secreto para desligar qualquer carro remotamente

Segundo o jornal britânico Telegraph, a União Europeia está desenvolvendo um sistema que desabilita remotamente qualquer veículo na rua, estratégia de rastreamento e prevenção de crimes que seria usada para conter bandidos em fuga ou em outras situações de risco.

O projeto envolve um dispositivo de ativação que seria implantando em todos os carros novos que saírem da fábrica até o final desta década. Um policial ficaria responsável por um centro de comando que teria o poder de desabilitar o motor de um veículo completamente, sem precisar da permissão do motorista. Caso o suspeito insista em tentar dirigir, o suprimento de combustível ainda seria cortado e a ignição também pararia de funcionar.

A tecnologia teria um prazo de seis anos para começar a funcionar e seria uma substituição aos métodos atuais (e antigos) de perseguição usados na Europa, como furar pneus de carros usando pequenos objetos pontiagudos. "Carros em alta velocidade podem ser perigosos para o cidadão. Bandidos correm riscos em escapar de um crime. Em vários casos, a polícia é incapaz de perseguir os suspeitos pela falta de meios para parar o veículo com segurança", argumenta o documento vazado.

Apesar da boa intenção, grupos preocupados com liberdade e privacidade já protestam contra o projeto, vazado por uma equipe de monitoramento de poderes da força policial. Autoridades da União Europeia ainda não fizeram comentários sobre o assunto.

27/01/14

Morte de Sharon é sinal da vinda do Messias para milhares de judeus

A morte do ex-primeiro-ministro Ariel Sharon, parou Israel por alguns dias. Em coma desde 4 de janeiro de 2006, por causa de um AVC, ele teve falência múltipla dos órgãos no dia 11 de janeiro.

Contudo, para muitos judeus sua morte teve um sinal profético. Considerado o mais importante rabino na história moderna de Israel, Yitzhak Kaduri é tido como um profeta por milhares de seus seguidores.

Durante muitos anos foi chamado de “rabino dos rabinos” pois não era rara que outros líderes judaicos o procurassem pedindo aconselhamento. Mesmo com a idade avançada, era responsável pela escola de rabinos Nahalat Yitzhak Yeshiva. No dia de seu enterro, cerca de 200 mil pessoas seguiram o caixão pelas ruas.

Ele faleceu em 2007, aos 108 anos de idade, e deixou uma enigmática carta que só poderia ser divulgada um ano depois que tivesse morrido. Nela, ele conta que encontrou-se pessoalmente com o Messias e lhe foi revelado o seu nome. Para a surpresa geral, escreveu que era Yehoshua, ou Jesus.

Obviamente isso chocou o meio religioso em Israel, mas a família assegurou a veracidade do documento. Contudo, as ameaças começaram a surgir e a mídia israelense negou-se a repercutir o assunto.

A profecia de Kaduri não cita a data ou a hora em que o Messias seria revelado, mas deixa um adendo perturbador. Só ocorreria depois que Ariel Sharon tivesse morrido. Não há explicação de qual seria a ligação entre os dois acontecimentos, mas os seguidores de Kaduri voltaram a ser assunto com o óbito do ex-premiê.

O pastor Carl Gallups foi um investigador de polícia antes de se dedicar ao ministério. Ele escreveu o livro The Rabbi Who Found Messiah [O rabino que encontrou o Messias] em 2010, onde faz uma investigação da vida e das profecias de Kaduri. Para ele, está claro que muito em breve algo grande deve acontecer em Israel.

Chuck Missler, um conhecido pastor e pregador, autor de dezenas de livros sobre profecia bíblica, declarou que “as implicações destas declarações surpreendentes, vindas do rabino ultra ortodoxo mais venerado em Israel causam impacto em cada um de nós que acreditam que Deus não esqueceu Israel”.

Muitos sites especializados nos estudos das profecias afirmam que os cristãos não podem levar em consideração esse tipo de afirmação, pois o rabino Kaduri nunca afirmou ter recebido Cristo, tornando-se um cristão. Contudo, muitos outros estão fazendo uma conexão com os eventos cósmicos que começarão em Israel este ano, as chamadas “4 luas de sangue”. Segundo estudiosos, existe uma conexão direta entre os quatro próximos eclipses lunares (chamados de lua de sangue) e o que eles anunciam para Israel e para toda a humanidade. 

Gospel Prime

Nota: A profecia do rabino Yitzhak Kaduri é levada a sério por milhares de judeus. Trata-se de uma profecia cabalista que aponta a vinda do "Messias" para um futuro bem próximo. Rabinos hassídicos, também chamados Lubavitchers, são seguidores da antiga Tradição Oral Mística judaica conhecida atualmente como Cabala. A Cabala é a pedra fundamental de todo o pensamento e da prática ocultista do Ocidente, e a pedra angular da crença de todos os Iluminados [os Mestres dos Illuminati – Supermaçons] em todo o mundo. 

Estes Rabinos estão percorrendo Israel anunciando que seu tipo místico do Cristo Maçônico [o Messias] está prestes a aparecer! Jesus profetizou este evento quando disse: "Eu vim em nome de meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis." Esse Cristo Messias que virá apenas em seu próprio nome e que será aceito pelo povo e pelo clero judaico, não é nenhum outro senão Satanás personificando o verdadeiro Cristo.

Vejamos a citação de Ellen White acerca do grande engano preparado por Satanás e por aqueles que estão ligados às sociedades secretas: "O inimigo está-se preparando para enganar o mundo inteiro por seu poder operador de milagres. Ele pretenderá personificar os anjos de luz, personificar a Jesus Cristo. Se os homens são tão facilmente transviados agora, como subsistirão eles quando Satanás personificar a Cristo, e operar milagres? Quem ficará inabalado então por suas deturpações — professar ser Cristo quando é apenas Satanás assumindo a pessoa de Cristo, e operando aparentemente as obras do próprio Cristo? — Satanás sairá a campo e personificará a Cristo. Representará mal, usará mal e perverterá tudo ao seu alcance. — Um poder de baixo está operando a fim de promover as últimas grandes cenas do drama: Satanás vindo como Cristo, e operando com todo o engano da injustiça nos que se ligam em sociedades secretas." Eventos Finais, 162

Sem dúvida alguma o tempo é chegado!

20/12/13

Estados Unidos planejam entregar a administração de Jerusalém ao Vaticano


O secretário de Estado americano, John Kerry, esteve em Israel na semana passada pela nona vez desde que substituiu Hillary Clinton em fevereiro deste ano. Ele foi ao país para tentar consolidar as bases de um “acordo histórico” entre israelenses e palestinos.

O plano de segurança que ele vem discutindo com as duas partes é um dos assuntos centrais das negociações que começaram em julho e parecem estar longe de serem resolvidas, pois nem o governo palestino nem o israelense se mostram otimistas que haverá um tratado de paz em breve.

Poucos dias após sua passagem pela região, começaram a surgir fortes indícios que os Estados Unidos, o maior e mais importante aliado de Israel, esteja prestes a propor que Jerusalém Oriental e seus lugares sagrados seja administrativo por um conselho internacional. Ele seria formado por representantes palestinos e israelenses, além de países muçulmanos como Turquia e Arábia Saudita. Como muitos desses locais são sagrados para os cristãos, o Vaticano ficaria encarregado.

Segundo está sendo divulgado pela mídia americana, o plano de Kerry para essa “coalizão internacional” seria uma solução temporária, com duração de dois a três anos, enquanto não se chega a um acordo final, afirma o site WND. Israel, obviamente, não se mostrou receptivo a entregar a porção Oriental de Jerusalém.

Kerry tem se mostrado ansioso por querer apresentar um “marco” da administração Obama, que seria um acordo para o reconhecimento de um Estado palestino até abril. O secretários afirmou: “Nós trabalhamos com uma abordagem que garante a segurança de Israel e respeita completamente a soberania dos palestinos. Temos esperanças de chegar a este acordo sobre o estatuto final”.

Segundo as fontes diplomáticas israelenses e palestinas, em sua viagem da semana passada, Kerry, focou especificamente nas medidas de segurança, defendendo que Israel teria “presença militar” no Vale do Jordão durante dez anos. A proposta desagradou os palestinos.

O Vale do Jordão atravessa o coração de Israel. Ele começa no norte do Mar Morto, estendendo-se até a cidade de Aqaba, no sul do país, cruzando pelo deserto de Arabá. Parte dele demarca a fronteira com a Jordânia.


Gospel Prime

12/11/13

Ajude as vítimas do supertufão nas Filipinas


Se você deseja ajudar as vítimas da catástrofe causada pelo supertufão 'Haiyan', que castigou o arquipélago filipino na última sexta-feira, 08/11/2013, faça sua doação através da ADRA - Filipinas.

Clique aqui para ir ao site oficial da ADRA - Filipinas e poderá fazer sua doação através de transferência bancária ou PayPal.


___________________Agenda Adventista________________

 

Quer receber Notícias

por e-mail?