O vinho da santa ceia foi alcoólico ou não-alcoólico? - Evidências Proféticas | blog adventista

26/06/12

O vinho da santa ceia foi alcoólico ou não-alcoólico?

divulgue esta postagem:

Vinho - o puro suco de uva
Na história da humanidade, muitos dos sofrimentos pelos quais esta passou foi devido ao uso de bebidas alcoólicas. Isto é visto também nos tempos Bíblicos, pois muitas faziam coisas impensadas e desastrosas devido ao entorpecimento que o álcool causou em suas mentes.

Podemos ter certeza disto pelo fato de que na bíblia Deus sempre condenou o uso do álcool. Provérbios 20:1 diz: “O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; todo aquele que por eles é vencido não é sábio”.  No capítulo 23 encontramos: “Para quem são os ais? Para quem, os pesares? Para quem, as rixas? Para quem, as queixas? Para quem, as feridas sem causa? E para quem, os olhos vermelhos?  Para os que se demoram em beber vinho, para os que andam buscando bebida misturada.

Não olhes para o vinho, quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente.  Pois ao cabo morderá como a cobra e picará como o basilisco.  Os teus olhos verão coisas esquisitas, e o teu coração falará perversidades.  Serás como o que se deita no meio do mar e como o que se deita no alto do mastro  e dirás: Espancaram-me, e não me doeu; bateram-me, e não o senti; quando despertarei? Então, tornarei a beber. (Provérbios 23:29-35)

Em toda a Bíblia o vinho e bebidas alcoólicas são condenados: “E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito”, (Efésios 5:18). “Ai daquele que dá de beber ao seu companheiro, misturando à bebida o seu furor, e que o embebeda para lhe contemplar as vergonhas”! (Habacuque 2:15). “Ai dos que se levantam pela manhã e seguem a bebedice e continuam até alta noite, até que o vinho os esquenta!” (Isaías 5:11).

A palavra vinho na bíblia refere-se tanto ao alcoólico quanto ao não alcoólico. Par sabermos o tipo de vinho usado por Jesus, temos de ir ao contexto das Escrituras: “Assim diz o SENHOR: Como quando se acha vinho num cacho de uvas, dizem: Não o desperdices, pois há bênção nele, assim farei por amor de meus servos e não os destruirei a todos”. (Isaías 65:8 RA).

Nesse verso, vemos que a palavra vinho foi usada para descrever o suco natural da uva. Portanto, o vinho em que “há bênção” é o suco da uva, natural, e não o alcoólico. O uso deste é aprovado por Deus.

As escrituras dizem claramente que os que usam o vinho fermentado destroem o corpo que é o “Templo (ou santuário) do Espírito Santo” e estão trazendo condenação para si: “Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?

Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo”. (1 Coríntios 6:19-20). “Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.  Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus. (I Coríntios 6:9-11).

Com estes fatos, podemos concluir com toda a certeza de que o vinho utilizado por Jesus na santa ceia não era alcoólico.  O Senhor sabia das orientações bíblicas de que não se deve usar álcool e também de que por causa do mesmo, muitas famílias foram destruídas e, infelizmente, ainda seriam no futuro.

2 comentários:

Jânio disse...

Infelizmente não provou nada! Se você verificar com prudência e a imparcialidade de quem quer a verdade vai ver que a bíblia condena o uso abusivo do álcool, e não consumo da bebida. O suco de uva senão for fervido vira vinho, e não foi o Diabo que inventou esse processo. É natural! Mas como as pessoas não sabem fazer uso das coisas, é melhor acreditarem em fábulas e manipulações fundamentadas em crenças sem base na verdade.

Evidências Proféticas disse...

Caro Jânio, obrigado por acessar o blog Evidências Proféticas e deixar seu comentário.

Muitos seguem esta linha que o consumo moderado de álcool é permitido na bíblia. Chegam a citar o consumo por parte de alguns personagens bíblicos. Mas o fato deles terem consumido vinho alcoólico (e em vários casos terem sofridos consequências desagradáveis), não justifica o consumo para todos. Neste pensamento, poderíamos matar, adulterar e mentir, como fizeram alguns, contudo sabemos que tais atitudes são condenadas por Deus! Portanto, não há lógica neste tipo de raciocínio.

A bíblia é clara em nos orientar sobre a abstinência do álcool, como está escrito: "Não olhes para o vinho, quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente". Pv. 23:31

A pergunta é: "o que é consumo moderado"?

É apenas um cálice? E para as crianças, qual a idade mínima para poder beber? E sobre as leis de trânsito?

Todos sabem os efeitos de apenas um copo de vinho no corpo humano. Será que um pouco de álcool consensual pode? O que dizer de outras drogas, como cocaína e craque, podemos consumir sem abuso?

Jânio, a bíblia é clara em estabelecer os princípios morais e de saúde para o ser humano. Como está escrito:

"Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus". I Coríntios 10:31

"Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?" I Coríntios 6:19.

Em relação à ceia da Páscoa, ressalto as orientações bíblicas de comê-la sem a presença de processo de fermentação (fermento é símbolo do pecado), tanto nos pães, como nas bebidas. Portanto, o vinho, símbolo do sangue de Cristo, é o mais puro suco de uva ainda não fermentado.

___________________Agenda Adventista________________

 

Quer receber Notícias

por e-mail?