Os adventistas expulsam demônios? - Evidências Proféticas | blog adventista

12/09/11

Os adventistas expulsam demônios?

divulgue esta postagem:
Nós Adventistas do 7º Dia realizamos este trabalho de expulsar demônios, pois Jesus deu aos seus filhos autoridade para isto: “Expeliam muitos demônios e curavam numerosos enfermos, ungindo-os com óleo.” Marcos 6:13. A diferença entre a Igreja Adventista do 7º Dia em relação às outras é que usamos o dom quando o Espírito Santo orienta-nos a usá-lo, ou seja, quando há a necessidade.

Muitos irmãos de outras denominações fazem um trabalho que se pode comparar a uma tentativa de manipular a  Deus, exigindo que lhes conceda o dom que desejam e no momento que quiserm; mas tal atitude não é correta segundo as Escrituras: “Mas um só e o mesmo Espírito realizam todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente.” 1 Coríntios 12:11.

Em diversos casos não há a necessidade de expulsar demônios, pois a pessoa não está possessa. Há pregadores (que comandam um dos principais canais de TV do país) que chegam ao extremo de dizer que toda doença é uma possessão; o que está longe de ser verdade. A grande maioria das doenças vem de nossos maus hábitos de vida e não de demônios. Há também o costume de invocar-se um espírito maligno em uma pessoa a fim entrevistá-lo para em seguida “expulsá-lo”! Ora, isto é estarrecedor! Tal pastor está dando ao diabo a oportunidade para que conheça suas fraquezas e assim invista suas tentações diretamente nos seus pontos mais fracos, além de invocar a presença das trevas na vida de alguém! E o pior é que as pessoas estão cegas a este fato devido aos “milagres” que dizem realizar “em nome de Jesus”.

Quando há realmente pessoas possessas, que necessitam deste tipo de ajuda (exorcismo), temos o costume, na Igreja Adventista do 7o Dia, de designar um líder espiritual a fim de que ore com a pessoa e expulse o espírito. Além disto, é feito um “tratamento espiritual” com o enfermo, um acompanhamento, a fim de que o demônio não mais retorne. Isto pode ser feito sem gritos, pois alarido não é sinônimo de poder ou da presença do Espírito Santo, pois “... o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei.” Gálatas 5:22-23.


Leandro Soares de Quadros
Instrutor Bíblico – Conselheiro Espiritual

0 comentários:

___________________Agenda Adventista________________

 

Quer receber Notícias

por e-mail?